Isabel Mueller - Astróloga, Escritora

Movimentos

O céu que nos instiga

Lunação escorpiana

Oportunidade incrível de renascimento, de conscientização de nosso poder de regeneração, de transformação, de nos sentirmos mais fortes, inteiros e mais conectados com nossa essência.
Depois de tantas coisas que findaram (e de nos darmos conta de intensas questões), se ainda há algo que precisamos dizer adeus, a hora chegou.
É o momento derradeiro para matar o que há muito já morreu e, assim, abrirmos espaço ao novo, que vai paulatinamente se mostrando.
Este processo envolve a conscientização de abusos de poder, abusos emocionais, subterfúgios, manipulações e compulsões, 

Marte direto

Marte está agora em movimento direto, no signo de sua regência, Áries. Aumenta o senso de urgência e impaciência.
Em meio aos inúmeros desafios de 2020 o fim de Marte retrógrado é um alívio.
É como tomar novamente as rédeas de nossa vida (embora haja desafios pela frente) sentindo-nos mais fortes e mais assertivos em nossas ações e motivações.
Mas atenção para não “queimar a largada” e não se apressar demasiado, pois mesmo findando a retrogradação, ainda leva um tempo para Marte retomar sua velocidade e sair da zona de sombra - a área em que ele transitou retrógrado. 

Novembro

O mês evidencia a alquimia necessária nas relações, as energias de transformação emocional e, em alguns casos, a despedida de relações e situações que dentro de nós já morreram, sobretudo se pautadas em controle, manipulação, abusos e situações tóxicas.
Seremos desnudados. Catarses tendem a ocorrer, ao olhar para as nossas profundezas.
Ao encarar os porões também poderemos iluminar talentos, sentimentos e potencialidades que ainda não haviam sido integrados.
Novembro pode evidenciar o último suspiro de velhas estruturas que não tem mais sentido, por mais que muitos ainda tentem se agarrar ao velho.

Júpiter/Plutão

Júpiter e Plutão fazem a última conjunção em Capricórnio.
Podemos vivenciar estas energias de forma positiva, conscientizando-nos de verdades que por muito tempo ficaram soterradas nos porões do inconsciente. Verdades emocionais, dos nossos subterrâneos e sombras, verdades em relação aos nossos propósitos, ao trabalho, carreira, aos aspectos materiais, ao uso do nosso poder (inclusive do poder interno de renascimento, que está ativado).
Muitos são os tesouros internos a que podemos recorrer. E eles aparecem justamente nos momentos de crise, seja ela de identidade, pessoal, emocional, profissional, material.
É o reacender de nosso poder de superação.  

Mercúrio direto

Mercúrio retoma o movimento direto, depois de sua retrogradação. Muitas coisas que estávamos repensando ganham clareza e podemos nos expressar com mais consciência de tudo o que colocamos na balança e dos porões internos que revisitamos. Nesta clareza, dizemos sim ao que merece o nosso sim, e não ao que definitivamente não mais queremos, nem somos. O planeta Mercúrio fica direto no dia da eleição americana, um sinal de que o resultado pode demorar a sair, pode ser contestado, ou haver surpresas. Haverá atenção também com questões envolvendo o voto por correio (tema de Mercúrio). Muitos capítulos se desenvolverão ainda nesta história.

Lua cheia Touro

O que faz com que nos sintamos aterrados, em nosso centro interno, mesmo que tudo à volta esteja se desconstruindo? O que faz com que tudo repentinamente pareça mudar, porque nossa percepção se modificou, porque nos conscientizamos da necessidade de desapegar?
A Lua cheia ocorrem em Touro, em conjunção com Urano. Muitas são as surpresas e mudanças neste ciclo, a reinvenção necessária em relação aos nossos valores, talentos, à forma como lidamos com a matéria e as emoções, à conscientização do que estamos materializando e do que é preciso desmaterializar, desapegar.
A única constante na vida é a mudança, o ensinamento desta Lua cheia.

Sol em Escorpião

Signo de elemento água, de fortes emoções, de intensidade, tabus, sexualidade, poder, recursos compartilhados, de morte e renascimento.
No caldeirão das transformações de 2020, a passagem do Sol em Escorpião anuncia o período de maior alquimia.
Em Escorpião, o Sol ilumina o inconsciente, as sombras, o psiquismo, a percepção da finitude, os mistérios da vida e da morte, as emoções de grande intensidade, os instintos, os desejos, as compulsões, o sexo e os podres poderes.
O que estava reprimido e oculto vem à tona, para que lidemos com o que ainda falta conscientizar, eliminar, desapegar, transformar, transmutar.

Lunação libriana

Relacionamentos, parcerias, associações, decisões, escolhas, busca de equilíbrio e de conciliação,  percepção das polaridades e do que necessitamos harmonizar, visando uma justa medida.
Eis os temas em pauta durante a lunação libriana, que pede de nós a busca do “caminho do meio”, de atitudes justas, corretas, ponderando, colocando as coisas na balança, sem se eximir das decisões necessárias.
Libra é um símbolo de pessoas, de encontros, de relações e com esta lunação poderão findar os relacionamentos nos quais não há verdadeira simetria e sintonia.
Como também podem surgir em nossa vida pessoas mais afinadas conosco.

Mercúrio em Escorpião

Mercúrio mergulha no pântano das emoções, do inconsciente, das sombras, dos tesouros ocultos, dos recursos internos, dos tabus, dos mistérios da vida e da morte, do silêncio, da sexualidade, da intimidade, da alquimia, das transformações.
Silêncio e investigações internas nos fazem perceber o essencial.
Não é num primeiro olhar que compreendemos, mas no total mergulhar, que os processos psicológicos e terapêuticos estimulam.
Águas paradas são profundas.
Sob o impassível exterior, agitam-se as águas da emoção.
Silenciar ou expressar com instinto e Alma o que em nós fervilha, vulcão adormecido que reassume o seu poder.
Os pensamentos e palavras têm poder.
Use-os com sabedoria.

Saturno direto

O planeta Saturno findou o movimento retrógrado em Capricórnio, em que estava desde maio.

Os últimos meses foram caracterizados por uma auditoria e revisão nas estruturas, projetos, nas responsabilidades, no enfrentamento de limites, na percepção dos nossos medos e “faltas”.

Agora, com Saturno direto, cabe-nos colocar em prática os aprendizados que vivenciamos, com mais consciência e maturidade.

Saturno é o grande mestre astrológico, o “senhor do tempo e da razão”, a lei de ação e reação, a colheita do que semeamos e o processo de amadurecimento, com suas pedras e provas.

Marte e Saturno

Quanta resiliência e paciência são necessárias para que possamos nos afirmar e agir com maturidade?
Quantos obstáculos e limitações se impõem individual e coletivamente?
Quantos nãos são necessários para que digamos com atitudes um profundo e comprometido sim?
Quantas tentativas de imposição à força de pessoas e situações que não mais queremos em nossa vida?
Quanto estamos dispostos a reconhecer o nosso mais corajoso desejo, tendo conhecido também os nossos receios e limites?
Quanto tempo se interpõe entre a ação e a espera?
Quanta maturidade é necessária para agir com calma diante de urgências e combates internos e externos?
Que prova de fogo! Saibamos atravessá-la com maturidade!

Lua cheia Áries

Áries simboliza a autonomia, a individualidade, o “eu”. Libra, onde o Sol se encontra, representa o outro, os relacionamentos, as parcerias. Há um intenso desafio entre agir com autonomia, conectando-se com o guerreiro interno e as demandas e questões dos relacionamentos. 

A Lua cheia está conjunta à Quiron.
Hora de encarar as próprias feridas emocionais, psíquicas, o que dentro de nós arde e dói e assumir a responsabilidade pelo trabalho interno de autoconhecimento, autorizando-se a Ser quem se é. 

É preciso ter consciência sobre as lutas que realmente valem a pena e entender a jornada heróica que cada um está fazendo, em nome de sua individuação e evolução.

Equinócio

No meio do caminho.
No caminho do meio.
É este o ponto em que agora estamos nesta profunda travessia que é 2020.

Daqui até o próximo solstício, em 21 de dezembro (onde se dará o ingresso do Sol em Capricórnio e a conjunção de Júpiter e Saturno em Aquário) estaremos nos despedindo de tudo o que já não mais somos e nos abrindo a um novo tempo e Ser.

A partir de agora o desafio é estabelecermos pontes e conexões com pessoas que vibram com nossa sintonia e nos despedir do que não mais reverbera na Alma.

Marte retrógrado

Marte está retrógrado até 13 de novembro. Necessidade de reconsiderar atitudes. Marte é um símbolo de força, coragem e luta. Quando retrógrado, é a força interna, a coragem de enfrentar os próprios “dragões”, a luta dentro da gente.

Pelo que realmente vale a pena lutar? Não se desgaste em lutas vãs, que apenas geram mais atrito. Atenção com comportamentos irascíveis, impulsivos e reativos. 

Marte retrógrado em Áries é um recuo necessário para ganhar força, nas batalhas que realmente importam.
A maior conquista é a de si mesmo!

Meses finais de 2020

Intensificação das demandas evolutivas e do desapego de velhos padrões, comportamentos e estruturas.
No desmonte do ontem construímos um novo amanhã.

Questões internas que precisamos confrontar, frente a frente com a nossa sombra, padrões inconscientes e comportamentos reativos.

Um confronto transformador e curativo, para seguirmos mais leves em direção ao novo, que já espreita intuitivamente os próximos passos.
Não dá para resistir às mudanças, pois isso só torna elas mais drásticas. 

Lunação virginiana

Enfatiza o trabalho, a saúde, a criação (e a manutenção) de hábitos positivos, os cuidados com a alimentação, a natureza, as rotinas cotidianas que promovem um aterramento e uma maior consciência corporal, a partir da percepção da correlação entre o corpo, a mente, as emoções, a Alma.

A  lua nova de Virgem está em trígono com Saturno: o que agora semeamos poderá ser duradouro e fonte de sustentação e estrutura futuras, se nos dedicarmos ao aprimoramento diário, pois é nos pequenos passos do dia a dia que demonstraremos o nosso comprometimento com o que queremos realizar. 

Revelações

Não adianta (se) esconder.
Tudo agora é revelado.
Quem observa as entranhas não estranha o que morreu.
Tem tanta coisa que DEU!
Doeu?

Crescem as sombras, mas também a luz.
Só permanecem da Alma as sintonias.
Quem observa os sinais, nos mistérios é amparado.
Depois da noite escura da Alma
Há de se renascer em energia. Eis a alforria destes reveladores e alquímicos tempos.

A pressão e o fluir

Pressionados por questões internas e por situações externas que não temos controle precisamos fluir em meio às incertezas.
Estamos frente a frente com o que mais nos incomoda.
Quanta coisa fervilha dentro de nós!
Padrões passados de uma história que não queremos mais repetir.
É preciso observação, reflexão, autoconhecimento e trabalho interno para fazermos desta fervura a nossa alquimia.
Que tenhamos o amparo espiritual, emocional e psicológico para fluir nas águas da vida. Uma remada - dia - de cada vez. 

Urano retrógrado

Urano está em movimento retrógrado em Touro até janeiro de 2021.

Revolucionar, reinventar, surpreender, mudar, despertar: verbos uranianos que estaremos revisitando neste período retrô, com uma maior ênfase em processos internos.

Em sua passagem por Touro, Urano assinala mudanças de valores, de percepção de talentos, recursos e questões materiais.
Urano também tem anéis (não tão conhecidos como Saturno).
Anéis do desconhecido, do que ainda haveremos de revolucionar. 

Lunação leonina

A lunação leonina foca na criatividade, na auto-expressão, no afeto e em tudo o que está conectado com o coração.

Mas como Sol e Mercúrio estão em Virgem, além das novas intenções criativas e afetivas é importante semearmos novos hábitos, que resultem em mais saúde e qualidade de vida, como também dedicarmo-nos ao aprimoramento do trabalho e dos conhecimentos e instrumentos nele utilizados.

Mão no coração e na massa! 

Sol em Leão

O Sol está agora em sua morada astrológica, Leão, evidenciando a força do centramento, do Ser, de expressar quem somos, com criatividade e afeto.

A energia primitiva de Leão remete a atitudes egocêntricas, com a necessidade de ser o centro das atenções e utilizar a própria luz para se sobrepor aos demais.

A energia equilibrada de Leão remete ao Sol interno que brilha naturalmente, pois sua força é centrada no coração, gerando criatividade e generosidade.

É hora de nos centrarmos, de assumir quem somos. 
O Sol nasce para todos.
O Self renasce no Todo.

Lunação canceriana

Tudo agora fala de emoções, de afeto, de nutrir a criança interna para que possamos nos expressar de forma criativa e amorosa.

O amor próprio, o cuidado consigo e a proteção do que nos acalenta é que permitem uma auto-expressão genuína.

O interno espaço sagrado e o lar (expressão externa desse sagrado) pedem acolhimento.

Amadurecer é acolher a criança em nós. 
Mas isso não significa ser infantil, pois precisamos saber dizer não, colocar limites e parar de repetir padrões.

Chamado à cura

Onde mais nos sentimos feridos, é onde está ocorrendo o chamado para a cura.
Tudo está sendo revelado e é importante que compreendamos a conexão existente entre os desafios emocionais atuais e as situações que envolveram a infância e a nossa criança interna.

Emoções e questões que durante muito tempo ficaram reprimidas estão vindo à tona com força total.
Olhemos para elas com consciência e acolhimento.
E saibamos dizer não ao que (e a quem) nos desrespeita. 
Chega de intimidação!
Chega de desrespeito! 
A dor é o chamado para a cura.

Saturno em Capricórnio

Saturno, em movimento retrógrado, retornou à Capricórnio e seguimos a reestruturação da nossa relação com o tempo, a matéria, o trabalho e o sentido de propósito.

2020 subverteu nossa relação com o tempo (e com o espaço). Pode parecer que estamos “parados”, que tudo está em suspenso. Por outro lado, nunca estivemos tão conectados com o tempo interno, neste chamado para dentro.
Que as experiências e a maturidade nos auxiliem a lidar com esse tempo desafiador. Que nos reconectamos com o agora, estando mais presentes, lúcidos e responsáveis pela vida pessoal e coletiva.

2020 transformador

Algumas verdades e ensinamentos que 2020 está trazendo à tona: não conseguimos mais conviver com certas energias, pessoas e situações que não vibram em nossa frequência.

Cabe-nos a maturidade de buscar o autoconhecimento, dar limites ao que nos limita, dizer não com palavras e atos e parar de repetir padrões.

2020 é divisor de águas.
Na outra margem do rio/vida estaremos mais despertos e conscientes, se formos profundos observadores do que está se revelando e trabalharmos na nossa evolução.

Entre eclipses

Entre eclipses nos encontramos.
Entre o que já não mais é e o que virá a ser.
E só temos o presente, esse esquecido tempo que a vida nos faz lembrar a todo momento, nos movendo para dentro.

A tantos parece tão difícil olhar para dentro, encarar suas emoções, receios e também tesouros.
Tudo agora pede este interno movimento, reparando no que antes “não se tinha tempo para mirar”.

Agora temos todo o tempo do mundo, enquanto um velho mundo está a desmoronar.

Transição

A quem ou a que entregas a autoridade sobre a tua vida?
Pare de atribuir responsabilidades que te cabem. Assuma o teu poder.
Diga não sempre que necessário, definindo limites claros e saudáveis.
Dizer não é que possibilita o sim a quem realmente és.
Se os planos que antes te davam abrigo já não são sólidos, é para que redescubras o teu viver e compreendas que um antigo sistema está a ruir. Não rui somente em ti; faz ruído coletivo.
Velhas estruturas não mais estruturam. Estamos em transição.

Desconstrução 

Estamos vivenciando a desconstrução de velhos modelos, estruturas e paradigmas ( Júpiter, Plutão e Saturno em Capricórnio) que nos força a um  “voltar pra casa”, que não é só literal, mas simbólico, com a importância de cuidados consigo, com o outro, com o Planeta. 

Enquanto vai se mostrando o fim de um velho mundo, vamos reconstruindo o viver, a forma de trabalhar, de lidar com a matéria, de se relacionar. 

É a oportunidade de uma transformação sem precedentes, individual e coletivamente.