AstrologiaTransição Planetária

Neste momento de tantas transformações, somos desafiados a redescobrir os profundos significados de distância e de proximidade, de si, dos outros, da natureza, do Universo.

O significado de finitude e da ausência de controle sobre tudo (como o ego, ilusoriamente, sempre quer acreditar).

Compreender a finitude muda o nosso viver.

O que vamos fazer no nosso tempo/passagem aqui na Terra?

Estamos dando o devido tempo/espaço aos afetos, aos valores essenciais, aos dons que possuímos e a nossa forma de contribuir com a transformação e evolução do Planeta?

Olhamos para dentro, para cima, para o lado? É um olhar amoroso, compassivo, consciente?

Temos gratidão por tantas bençãos que a vida nos concede? Por termos teto, alimentos, amor, esclarecimento, enquanto tantos não tem o mínimo, o digno?

Cada um de nós, de diferentes modos, fará essa travessia transformadora, acessando os seus recursos internos, como também seus medos, dores, feridas.

Uns, por meio da solitude, que tantas vezes será solidão.

Afastados dos que amam, mas conscientes de que o maior gesto de amor é cuidar da vida.

Outros, convivendo intensamente com quem não conviviam assim tão de perto… e todos os desafios que isto implica, como também todas as possibilidades de renascimento das relações.

Outros tantos (que são muitos!!!) com preocupações imediatas, de alimentos, de trabalho, das coisas mais básicas que sustentam o viver.

Temos a responsabilidade de cada um contribuir com a sua parte, com sua consciência, amorosidade, talentos e recursos para recriarmos a vida pessoal e coletiva.

Que nos acolhamos, apoiemos, em todos os sentidos, pois somos todos Um. E isso nunca ficou tão claro como agora…


Transição Planetária

INSTAGRAM

Transição Planetária

Em sintonia com o Universo